quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Não é porque eu parei de falar, que eu parei de sentir. Talvez eu só tenha cansado de dizer tantas coisas, que amanhã, ninguém se lembrará mais.

Sem comentários: